Senador defende responsabilidade mundial na preservação da Amazônia

0
1840

Em discurso no plenário, nesta segunda-feira (30/10), o senador Alvaro Dias disse que as nações mais ricas do planeta não devem apenas cobrar do Brasil a preservação da Amazônia, mas devem também contribuir com o santuário ecológico, que é um patrimônio de toda a humanidade. “A responsabilidade pela preservação da Amazônia não é só dos brasileiros, que se esmeram em preservá-lo, mas de todos os países que destruíram, devastaram as suas florestas, contaminaram os seus rios e os seus lagos”

Segundo o senador, para que o mundo continue respirando o ar oxigenado da Amazônia, é preciso cobrar o imposto pela preservação ambiental do nosso País. “Que não se confunda a cobrança de participação na preservação ambiental com a entrega da Amazônia, porque não se admite a entrega sequer de um palmo de terra da Amazônia a qualquer nação estrangeira, a qualquer grupo econômico estrangeiro. O que se exige, se proclama, se defende é a contribuição universal para preservação desse patrimônio da humanidade, que é a Amazônia”, destacou.

Alvaro Dias também agradeceu a calorosa acolhida do povo de Belém do Pará, onde esteve no último fim de semana no lançamento do livro do ex-senador Mário Souto, e elogiou a pujança dos moradores da região, e a beleza dos recursos naturais que cortam o Pará. “Estivemos no delta do Rio Amazonas e nos lembramos que este País é detentor de 13% da água doce do mundo. São 12 mil rios que cortam o solo brasileiro. E, certamente, o Rio Amazonas, mais se parecendo com um oceano, é sem dúvida o carro chefe de todos os rios que cortam o Brasil. Obviamente, significando um patrimônio extraordinário”.