O Podemos iniciará um processo para expulsar a senadora Rose de Freitas. Os pedidos de expulsão da parlamentar, recebidos pelo partido, se baseiam em pronunciamento do líder do Podemos, senador Alvaro Dias, que, na abertura da sessão remota de ontem, comunicou o fechamento de questão contra a reeleição dos presidentes das duas Casas.

Na ocasião, o senador Alvaro Dias leu uma nota com posicionamento absolutamente contrário a qualquer iniciativa que tenha por objetivo garantir a possibilidade de reeleição dos presidentes do Senado e da Câmara. Entretanto, a senadora apresentou uma proposta de emenda constitucional (PEC) e iniciou coleta de assinaturas para possibilitar a reeleição.

Os pedidos de expulsão da parlamentar foram protocolados pela deputada Patrícia Ferraz e pelo vereador Negrão, candidatos respectivamente às prefeituras de Macapá (AP) e Itápolis (SP). Nos pedidos, eles alegam que a senadora confrontou a diretriz do partido em relação à possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado.

No pedido de expulsão, Ferraz e Negrão justificam que Rose de Freitas desrespeitou as normas estatutárias; agiu sem ética e fidelidade partidária ao praticar ato de pré-campanha; e desrespeitou a deliberação e os interesses tomados pelo partido, conforme nota do Diretório Nacional. Além destes, outros pedidos de expulsão da senadora estão chegando ao partido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, deixe seu nome aqui