O senador Alvaro Dias entrou, no dia 25/11/2009,  na Procuradoria-Geral da República, com 18 representações apontando irregularidades cometidas pela administração da Petrobras e algumas de suas subsidiárias. As representações abordavam, entre outros assuntos, denúncias de superfaturamento na construção da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, que, segundo avaliação feita por Alvaro Dias, à época, era a irregularidade “mais gritante”.

Outro assunto abordado pelas representações foi o fato de que menos de um ano depois de serem denunciadas pelo Ministério Público por suspeita de fraudes em licitações e contratos de reforma de plataformas petrolíferas, três empresas envolvidas na Operação Águas Profundas da Polícia Federal voltaram a firmar contratos com a Petrobras. Leia a íntegra das representações:

001 – RP Petrobrás Contas
002 – RP BR Distribuidora Contas
003 – RP PETROQUISA Contas
004 – RP GASPETRO Contas
005 – RP IESA
006 – RP GDK
007 – RP Petrobras Abreu Lima
008 – RP Petrobras Preço Gasolina
009 – RP Petrobras Qualidade Gasolina
010 – RP Petrobras Paradas
011 – RP Petrobras REGAP
012 – RP Petrobras SETAL
013 – RP Petrobras Concorrrëncia
014 – RP Petrobras Funcionários
015 – RP Petrobras Suzano
016 – RP Petrobras Região Norte
017 – RP Petrobras Bolivia
018 – RP Petrobras Orçamento